Como Melhorar o Desempenho Atlético

how to improve athletic performance

O treinamento de desempenho atlético vai além do exercício físico. Sua saúde mental também é crucial no seu caminho para se tornar um profissional de alto nível.

Assim como a aptidão física é essencial para o desempenho atlético máximo, a saúde mental desempenha um papel importante na manutenção do foco, resiliência e estabilidade emocional em meio às pressões da competição.

Na minha experiência como coach, descobri que os atletas que priorizam seu bem-estar mental estão melhor preparados para lidar com o estresse, superar contratempos e manter uma mentalidade positiva, coisas vitais para sustentar o sucesso a longo prazo em seus respectivos esportes. Em última análise, reconhecer e priorizar a saúde mental no contexto atlético é fundamental para promover a saúde holística e maximizar o potencial nos esportes para qualquer indivíduo.

As estratégias abaixo exigem prática – assim como o tempo e a prática que você dedica ao seu esporte. O resultado? Melhoria no desempenho atlético para o seu estilo de vida, tanto dentro quanto fora de campo.

how to be a better athlete

[Imagem: Mikhail Nilov via Pexels— Praticar mindfulness pode melhorar o desempenho físico de atletas em todas as fases da vida.]

Treinando Além Da Academia

O campo de jogo, a pista ou a quadra não são onde as vitórias são verdadeiramente conquistadas. Esses são campos de batalha, sim, mas é a sua preparação mental que determina se você os deixará como um campeão ou se ficará aquém.

Construir seu arsenal de ferramentas mentais não é um luxo. Isso requer tempo, determinação e consistência. Todo atleta tem gatilhos – momentos em que seu crítico interno abafa seu treinamento – mas você também tem hábitos que o colocam em um foco máximo. Tirar um tempo para refletir e analisar o que causa ambos e como você responde pode ajudar em sua jornada.

Veja como eu abordei meu treinamento fora da academia, e como você pode fazer o mesmo.

Focando em Ganhos Físicos e Mentais

Muitos pensam que a visualização se resume apenas a imaginar-se levantando o troféu. Isso faz parte, mas para alcançar seu verdadeiro potencial, você precisa ir mais fundo. Enxergue-se…

  • Superando desafios
  • Recuperando-se de contratempos
  • Mantendo-se implacável mesmo quando dói

Além disso, sinta a emoção desse evento. Qual será a sensação de ganhar? De vencer seu oponente? Segurar aquele troféu? Essas emoções são o que nos impulsionam a continuar.

Focar no objetivo final não significa apenas ver as vitórias. É também uma questão de se programar para reagir com calma e decisão mesmo quando surgirem obstáculos inesperados.

E lembre-se, a visualização funciona melhor quando você usa todos os seus sentidos.

Envolva visão, som, toque. Ouça a multidão, sinta a adrenalina, visualize seus movimentos com precisão. Quanto mais vivas forem suas visualizações, mais profundamente você prepara tanto o seu corpo quanto a sua mente para esse nível de desempenho no mundo real.

Funciona, e é respaldado por inúmeros estudos científicos.

Superando Bloqueios Mentais

O oponente mais difícil que você enfrentará muitas vezes não é a pessoa à sua frente – é você.

Superar barreiras internas do medo, da autodúvida ou até mesmo do burnout é essencial, porém desafiado, pois requer uma profunda introspecção.

Comece dissecando o que esses medos escondem. O medo do fracasso pode ser uma desculpa mais fácil do que admitir uma lacuna de competências. O medo da mudança pode ser o desconforto de ter que trabalhar duro de uma nova maneira. Nomear seus medos, honestamente, dissolve o poder deles sobre você e permite que você resolva a verdadeira causa raiz.

Atletas de elite não alcançam a grandeza sem contratempos. Ao analisar objetivamente esses momentos de fracasso, você obterá insights valiosos sobre áreas que precisam de melhorias.

Se você deseja crescer tanto na capacidade pessoal quanto profissional, aceite seus erros e transforme-os em valiosas oportunidades de aprendizagem.

Dominando o Foco no Desempenho

Cada corrida que ganhei, todas as mais de 2.900 delas, não foi decidida na pista. Foi decidida nos minutos, dias, até semanas que a antecederam. 

athletic performance training

Atletas de elite já dominam o treinamento físico. Até mesmo atletas medianos sabem como se exercitar. Mas para consistentemente superar os oponentes, tudo se resume a uma coisa que muitos atletas não sabem como fazer: dominar o foco sob pressão. É algo que apenas um ambiente de academia não pode proporcionar, não importa o quanto você treine fisicamente.

Rotinas Pré-Performance (RPPs)

As RPPs não são sobre superstição; o objetivo é assumir o controle antes do caos se instaurar. Nas corridas, o ambiente pré-corrida pode ser caótico, então eu tive que criar minha própria zona de foco. Para alguns, é a mesma lista de reprodução de aquecimento ou outro ritual que permite reiniciar a mente.

E sabe de uma coisa? Essas estratégias realmente funcionam. Você tem que experimentar e determinar o que funciona melhor para seu estilo de performance e espaço mental. Trata-se de entrar no estado de fluxo onde o treinamento assume o controle e o medo é silenciado.

Um dos fatores mais importantes é a consistência. Comprometer-se com sua rotina pré-desempenho escolhida nos dias de treino e nos dias sem treino faz com que seu corpo se acostume com esses gatilhos aos quais seu corpo responderá quando mais importar.

Alguns dos atletas mais bem-sucedidos do nosso tempo mantêm suas rotinas. Veja o comportamento pré-jogo de Kobe Bryant, por exemplo. Concentrado e focado, assim é um campeão.

Mantendo a Motivação

Todo mundo e todos os dias são diferentes. Em algumas ocasiões, eu não estava motivado para seguir minhas rotinas – isso acontecia mais frequentemente após lesões graves ou derrotas devastadoras. O que me colocava de volta em ação? Lembrar a mim mesmo por que faço o que faço.

Encontre o seu propósito, visualize-o e escreva-o, e recorra a ele nos momentos de baixa. Se as suas razões não o entusiasmam, a sua performance refletirá isso.

Pequenas vitórias podem manter a chama acesa. Às vezes, não se trata de um troféu de campeonato, mas sim de uma habilidade ou meta específica que você está focado em superar. Use essas dicas para se manter motivado:

  • Analise o seu “Porquê”: Você é impulsionado por troféus ou por um amor mais profundo pelo esporte/ofício? Seja honesto e intencional ao refletir sobre isso.
  • Visualize: Talvez você esteja realizando um sonho que teve quando era criança – um sonho que ninguém acreditava que você alcançaria. Escreva o que o motiva, para que você possa se reconectar quando a paixão diminuir.
  • Lembre-se de que as Microvitórias Importam: Divida grandes metas em etapas alcançáveis. O estímulo regular de dopamina ao alcançá-las deve mantê-lo ativo.

Gerenciando Seu Ego

Vencer aumenta o ego. É inevitável. Deixe-o impulsioná-lo, mas também canalize-o para fora. Eu venci por causa de treinadores, mentores, tratadores de cavalos e até mesmo aqueles competidores iniciais que elevaram meu jogo. Reconhecer isso me impediu de cair na arrogância, que mata o progresso.

Sempre há algo para aprender com alguém. Sua vitória hoje pode se tornar a motivação deles para se tornarem melhores amanhã – seja generoso com seu conhecimento, não o guarde. 

Tornando-se um Vencedor

Ganhar um troféu ou medalha é validador. Eu ganhei muitos, e me sinto humilde quando penso em quão longe cheguei em minha carreira.

Cada técnica que compartilhei não veio de livros didáticos; veio de enfrentar meus próprios limites e superá-los. Você tem a mesma capacidade de desbloquear seu próximo nível de performance. Isso é o que separa os contendores daqueles que fazem história.

Seus objetivos de bem-estar físico e mental são únicos para você. Se você não tem certeza de como estabelecer esses padrões de referência ou por onde começar, o coaching de desempenho mental pode ajudar.