Sempre acreditei que podia mais

Fui um jóquei profissional por quase 30 anos, um jóquei muito bem sucedido. Comecei competindo no Brasil, onde iniciei praticamente do zero. Logo fui adquirindo experiência e também muitas vitórias ao longo dos anos. Depois fui para Macau, onde também comecei de baixo até ficar entre os melhores vencedores.

Quando uma nova oportunidade surgiu, fui competir no Canadá. Em algumas outras temporadas competi também nos Estados Unidos, Singapura e Hong Kong, assim como no Japão, onde conquistei o título de Campeão Mundial, pois venci o Campeonato Mundial de Jóqueis, competindo com os melhores do mundo. No ano de 2017 eu já tinha vencido mais de 2500 corridas e já era um jóquei campeão mundial, mas mesmo assim não me acomodei, pois não deixava de treinar com grande intensidade com meu preparador físico no meu cavalo mecânico.

E todos os treinos eram filmados para que após os treinos pudéssemos juntos observar em detalhes onde eu poderia melhorar, pois sempre acreditei que podia mais. Inclusive, paralelamente às corridas e treinos, eu também contratei um profissional para melhoria da área mental e pessoal, pois sabia o quanto isso me ajudava a manter o foco nas minhas metas e objetivos.

E foi justamente o somatório de todos estes fatores que em 2018 consegui quebrar o recorde de um jóquei com mais vitórias em uma única temporada aqui no Canadá.

O recorde anterior era de 1991 e pertencia ao jóquei Mickey Walls, de Vancouver, com 221 vitórias. Na temporada de 2018 eu conquistei 237 vitórias.

Ao longo da minha carreira reuni este e outros exemplos de desenvolvimento profissional, e após minha aposentadoria como jóquei, em 2019, meu objetivo passou a ser compartilhar meu conhecimento com as pessoas, seja no ambiente do esporte, acadêmico, e no desenvolvimento profissional de colaboradores e empresas.